1. Ada
  2. Condiciones
  3. Subluxação e luxação do quadril

Subluxação e luxação do quadril

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico
  8. Outros nomes

Visão geral

A luxação do quadril é uma situação em que a cabeça do osso da coxa (fêmur) saiu de seu encaixe, em uma cavidade na articulação do quadril (acetábulo) e assim as duas partes da articulação ficam separadas. O quadril lesionado causa muita dor e a pessoa talvez não aguente o próprio peso sobre a perna. A luxação de quadril deve ser examinada com urgência por um médico, e os ossos reposicionados o mais rápido possível. Uma vez que as partes da articulação sejam reposicionadas, a maioria das pessoas se recupera bem.

Riscos

A luxação do quadril ocorre quando o osso da coxa sai de seu encaixe no quadril. As luxações do quadril são mais comuns nos idosos. Pessoas que fizeram uma substituição de quadril também têm um risco maior de desenvolver luxação do quadril, e essa é uma das causas mais comuns. Outras causas são uma lesão na pélvis ou na perna, especialmente lesões que envolvem alto impacto, como em um acidente de carro. A lesão pode ocorrer durante alguns esportes de alto impacto, como o esqui de descida livre, ginástica, rugby e futebol americano. Crianças nascidas com displasia de quadril (má formação do quadril de nascimento) têm também maior risco de desenvolver esta condição.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de uma luxação de quadril são dor no quadril e dificuldade de apoiar o peso na perna afetada. O quadril não pode ser movido normalmente, e a perna do lado afetado pode parecer mais curta e voltada para dentro, ou para fora. Algumas pessoas sentem dormência e fraqueza no lado da luxação do quadril.

Diagnóstico

O diagnóstico é geralmente feito com base num exame físico e num raio-X do quadril. Caso haja algum osso fraturado, pode-se pedir uma TC (tomografia computadorizada), para analisar de forma completa os danos na articulação e assim planejar o tratamento.

Tratamento

O tratamento tem como objetivo aliviar a dor e reposicionar o osso da coxa em seu encaixe. Isso precisa de ser feito o mais cedo possível para reduzir as chances de complicações. Se não houver fatores complicadores, tais como ossos fraturados, o reposicionamento pode ser feito empurrando o osso de volta ao seu lugar. Isto deve ser feito por um médico, e muitas vezes requer o medicação contra a dor e sedação. Quando há ossos quebrados o reposicionamento é cirúrgico.

Prevenção

Crianças que têm displasia de quadril devem ser tratadas para esta condição. Evitar esportes de alto impacto pode ajudar a prevenir alguns casos de luxação do quadril.

Prognóstico

A maioria das pessoas se recupera bem após o tratamento para uma luxação do quadril sem complicações. A articulação do quadril precisa ser reposicionada o mais rápido possível, pois caso contrário a irrigação de sangue para o osso da coxa pode ser afetada e o osso pode morrer. A recuperação pode ficar complicada quando a luxação do quadril também é acompanhada por fraturas no osso da coxa ou da pélvis. Algumas pessoas, como os idosos, podem sofrer luxações recorrentes do quadril .

Outros nomes

  • deslocamento completo ou parcial do quadril