1. Ada
  2. Condições
  3. Burnout

Burnout

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Burnout, síndrome do esgotamento, ou sindrome do burnout, ou exaustão mental é um estado de cansaço mental, emocional e físico que ocorre como resultado de demandas excessivas, estresse crônico ou insatisfação no trabalho. Embora não seja uma doença em si mesmo, o burnout é reconhecido como sendo um trampolim para condições físicas e mentais mais graves. Com o esgotamento, as pessoas podem se sentir desgastadas todos os dias, cínicas, desmotivadas e insatisfeitas no trabalho. O esgotamento pode ser acompanhado por sintomas físicos, como dores de cabeça, náuseas e dificuldades para dormir. É importante reconhecer e tratar o esgotamento cedo; com aconselhamento psicológico e apoio, a maioria das pessoas começa a se sentir melhor e a recuperar rapidamente.

Riscos

Na maioria dos casos, o burnout está relacionado com o trabalho. No entanto, outros fatores podem contribuir, como ter muitas responsabilidades ou tarefas exigentes fora do trabalho, certos traços de personalidade (como o perfeccionismo) e estilos de vida estressantes. O burnout pode afetar qualquer pessoa, mas tende a afetar em geral as pessoas cujos empregos são fisicamente e emocionalmente estressantes (como enfermeiros, médicos, policiais, assistentes sociais, etc.) ou pessoas que estejam atravessando ou apoiando um ente querido que está atravessando um momento estressante de vida.

Sintomas

Os sintomas do esgotamento podem ser físicos e emocionais. Os sintomas físicos podem ser dor de cabeça ou dor nas costas, perturbação do sono, náuseas, músculos tensos e cansaço. Emocionalmente, as pessoas com esgotamento se sentem irritáveis, tensas e desmotivadas. Também se podem sentir indiferentes (não se preocupam com as coisas) e cínicos, e podem distanciar-se socialmente dos outros. As pessoas afetadas podem perder a confiança em seu trabalho, se sentir improdutivas e sobrecarregadas.

Diagnóstico

O diagnóstico de burnout é feito através de uma avaliação médica com base nos sintomas, no estado emocional da pessoa e nos sentimentos da pessoa em relação ao seu trabalho ou outros compromissos pessoais.

Tratamento

Para lidar com o burnout e se recuperar dele é necessário tempo e bom suporte. Aconselhamento psicológico pode ser importante para identificar a causa do estresse e encontrar estratégias para melhorar ou evitá-lo. Descansar e dar tempo para recarregar suas energias fora do trabalho (usar tempo livre para fazer coisas agradáveis fora do trabalho, buscar apoio da família e amigos, fazer exercícios, etc.) também é importante para a recuperação do burnout.

Prevenção

Como o esgotamento geralmente se desenvolve durante um longo período de tempo, a atenção aos sinais indicadores, como sentir-se constantemente sobrecarregado e em estresse no trabalho, pode ajudar na prevenção. As pessoas afetadas podem achar que trabalhar dentro de suas habilidades, desenvolver hábitos saudáveis (por exemplo, refeições em horários regulares e exercício) e encontrar estratégias para combater o estresse podem ajudar na prevenção dessa condição. Prevenir o esgotamento é muitas vezes um processo contínuo, e portanto é importante encontrar fontes confiáveis de apoio emocional.

Prognóstico

O burnout pode ser tratado. Embora pequenas mudanças possam ter um impacto positivo, às vezes são necessárias medidas mais drásticas, como mudar de emprego ou desistir de determinados objetivos. Com apoio, muitas pessoas começam a se sentir melhor rapidamente. Não tratar o burnout aumenta o risco de desenvolver condições psiquiátricas e de futuros problemas físicos.