1. Ada
  2. Condições
  3. Infarto do miocárdio

Infarto do miocárdio

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Enfarte do miocárdio, vulgarmente conhecido como um ataque de coração, é uma condição de emergência na qual uma artéria coronária (um vaso sanguíneo do coração) fica bloqueada e não pode irrigar o músculo do coração com sangue e oxigênio. Isso provoca danos ao músculo cardíaco. Os sintomas típicos são dor no peito e no braço, falta de ar, náuseas e um suor frio. Um ataque cardíaco requer assistência médica imediata.

Riscos

Os ataques cardíacos são ligeiramente mais comuns em homens do que mulheres e são particularmente mais comuns em adultos de meia-idade e mais velhos. Fatores de risco importantes são diabetes, pressão arterial elevada, colesterol elevado, consumo de álcool, tabagismo, excesso de peso e ter um membro da família que teve um ataque cardíaco. As pessoas que tiveram um ataque cardíaco são mais propensos a ter outro.

Sintomas

O sintoma mais comum é a sensação de pressão, aperto ou dor no peito, que pode se espalhar para o braço esquerdo, ou para o maxilar, ou para as costas. Nem todas as pessoas que estão tendo um ataque cardíaco têm dor no peito. Outros sintomas comuns são falta de ar, suores frios, tonturas, desmaios e náuseas.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por um médico com base nos sintomas, no exame clínico, uma análise de troponina (troponina é uma proteína encontrada no sangue após um ataque de coração) e um electrocardiograma (ECG). O exame mais conclusivo para verificar se existem obstruções nas artérias do coração é a angiografia coronária, no qual se injeta corante no coração e nos vasos sanguíneos e em seguida são feitas radiografias.

Tratamento

O tratamento durante um ataque cardíaco visa alargar o vaso sanguíneo obstruído, remover o bloqueio na artéria do coração e ajudar a pessoa que está tendo o ataque com o alívio da dor, oxigênio etc. Para alargar a artéria, os paramédicos ou médicos lhe darão imediatamente um comprimido ou spray chamado nitroglicerina. Para remover o bloqueio, prescreve-se à pessoa que está tendo o ataque, medicamentos para deixar o sangue mais fino. Às vezes se faz um cateterismo cardíaco urgente (se introduz um tubo pelos vasos sanguíneos da perna até os vasos sanguíneos do coração) para encontrar e remover o bloqueio. Se o bloqueio ou estreitamento for grave, o médico pode colocar um stent (uma pequena grade de arame) dentro do vaso sanguíneo para alarga-lo. É importante ter tratamento imediatamente, a fim de evitar danos permanentes ao músculo cardíaco. Depois de um ataque cardíaco, é importante a reabilitação cardíaca (fisioterapia) para ajudar a recuperar a força do coração.

Prevenção

Prevenir ataques cardíacos envolve mudanças de estilo de vida e da dieta. Ser fisicamente ativo, manter um peso saudável, parar de fumar e reduzir a ingestão de álcool, são hábitos que podem ajudar a evitar ataques cardíacos. Uma boa gestão de outras condições médicas, tais como a hipertensão arterial, diabetes e altos níveis de colesterol, também é útil.

Prognóstico

O tratamento tem melhorado muito ao longo dos últimos anos. A recuperação após um ataque cardíaco depende da quantidade de músculo cardíaco que foi danificado e pode levar semanas ou meses. Algumas pessoas terão graves danos no muscúlo do coração durante um ataque cardíaco e eventualmente vão desenvolver insuficiência cardíaca. Ataques cardíacos podem ser fatais quando não tratados com urgência.