1. Ada
  2. Condições
  3. Mal de Parkinson, doença de Parkinson

Mal de Parkinson, doença de Parkinson

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prognóstico

Visão geral

Mal de Parkinson é uma condição progressiva que afeta as partes do cérebro responsáveis ​​por controlar o movimento e a coordenação. Nesta condição, essas áreas vão sendo lentamente destruídas. O mal de Parkinson é uma das doenças neurológicas mais comuns, embora a causa exata não seja conhecida. Pessoas com mais de 60 anos de idade são afetadas com maior frequência. Os sintomas típicos são tremores, rigidez muscular e lentidão de movimentos. Pode-se diagnosticar o mal de Parkinson pelos sintomas e por exame clínico, embora em geral se faça alguns exames de acompanhamento para confirmar o diagnóstico. O tratamento ajuda a reduzir os sintomas e manter a qualidade de vida. O mal de Parkinson vai piorando lentamente com o tempo e, em alguns casos, pode causar graves problemas de movimentos e demência.

Riscos

O mal de Parkinson é geralmente causado pela perda de células nervosas nas partes do cérebro responsáveis ​​por controlar os movimentos suaves e a coordenação. A causa do mal de Parkinson não é conhecida. O mal de Parkinson é um dos distúrbios neurológicos mais comuns entre adultos idosos. Em geral são as pessoas com mais de 60 anos de idade que são afetadas, embora, por vezes, essa condição possa afetar as pessoas bem mais jovens, na faixa dos 40. Os homens são mais propensos que mulheres a desenvolver esta condição. Pessoas que tenham um membro da família portador de Parkinson ou que têm outras condições médicas que afetam seu cérebro são mais propensos a desenvolver esta condição. Alguns medicamentos também podem causar sintomas semelhantes ao mal de Parkinson.

Sintomas

Os sintomas mais comuns da doença de Parkinson são um tremor e agitação das mãos ou outras partes, rigidez muscular e lentidão dos movimentos. Os sintomas posteriores podem ser problemas com equilíbrio e o andar, uma redução na expressão facial, desânimo, perda de memória e dificuldade em dormir.

Diagnóstico

O diagnóstico em geral se baseia nos sintomas e em um exame clínico. Pode-se fazer uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética da cabeça para confirmar o diagnóstico e descartar outras causas possíveis para os sintomas. Experimentar o medicamento usado para tratar a doença de Parkinson, chamado levodopa, pode ser o passo final para se fazer o diagnóstico.

Tratamento

O tratamento visa controlar os sintomas e fazer a pessoa permanecer ativa. Fisioterapia e Terapia Ocupacional são muito úteis para ajudar as pessoas com esta condição permanecer ativas e fortes o maior tempo possível. Há vários tipos de medicamentos usados ​​para gerir o mal de Parkinson, o fato de trabalhar reduz o tremor e rigidez muscular e faz os movimentos mais fluidos. Algumas pessoas acham que uma técnica chamada estimulação cerebral profunda, onde pequenos nódulos elétricos são colocados no cérebro para ajudar a controlar a atividade cerebral, causa uma redução em seus sintomas. É importante o apoio emocional para as pessoas que receberam um diagnóstico de mal de Parkinson, e pode ser útil o aconselhamento individual ou frequentar um grupo de apoio.

Prognóstico

O mal de Parkinson não pode ser curado, mas com gestão ativa, os sintomas podem ser atenuados. Esta é uma condição progressiva, o que significa que piora com o tempo. Nem todas as pessoas com mal de Parkinson acabarão por desenvolver uma forma grave da condição, mas aqueles a quem isso acontece podem acabar tendo graces dificuldades de movimento ou demência.