1. Ada
  2. Condições
  3. Câncer de testículo

Câncer de testículo

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

O câncer de testículo é um câncer raro que surge nos testículos. Os testículos são os órgãos reprodutores masculinos situados dentro do saco escrotal e que produzem esperma e o hormônio masculino, a testosterona. É o câncer mais comum em homens jovens entre as idades de 15 e 35. Os sintomas mais comuns de câncer do testículo são um nódulo indolor ou inchaço em qualquer um dos testículos, e uma sensação de peso no saco escrotal. No entanto, o câncer pode não apresentar sintomas. O principal tratamento é sua remoção cirúrgica. Outras opções de tratamento geralmente se baseiam no estágio do câncer testicular. Muitas pessoas se recuperam bem após o tratamento para esse câncer.

Riscos

Câncer ocorre quando células anormais crescem descontroladamente. Estas células destroem as células saudáveis ​​ao seu redor e podem se espalhar para outras partes do corpo. O câncer de testículo ocorre quando este processo ocorre no testículo. Embora o câncer testicular seja menos comum do que os cânceres em geral, é um dos cânceres sólidos mais comuns em homens entre as idades de 20 e 35 anos. Homens mais velhos e rapazes mais jovens também podem ter esse tipo de câncer, mas isso é menos comum. A causa de câncer testicular não é conhecida. Homens que têm um membro da família que teve câncer testicular podem ser mais propensos a também desenvolver esse câncer. Homens com HIV, que tiveram um testículo retido quando criança (uma condição onde o testículo não está no saco escrotal) ou que têm uma condição genética chamada Síndrome de Klinefelter também têm um risco maior de desenvolver câncer testicular.

Sintomas

O sintoma mais comum é um nódulo indolor ou inchaço afetando o testículo. Outros sintomas são uma sensação de peso, dor ou inchaço do saco escrotal (o saco que contém os testículos). Algumas pessoas sentem a dor e sensação de peso na parte inferior de seu abdômen. Alguns homens podem desenvolver tecido mamário, mas isso é raro.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito com base no exame clínico da bolsa escrotal, exames de sangue e uma ultra-sonografia do saco escrotal e tomografia computadorizada do abdome. O diagnóstico é confirmado quando uma pequena amostra (biópsia) do testículo mostra câncer. Pode-se fazer outros exames e testes para ver se o câncer se espalhou.

Tratamento

O tratamento depende do tamanho do câncer, do seu tipo específico, e se ele se espalhou para outras partes do corpo. Isso determina o estágio do câncer. Na maioria dos casos, o câncer e o testículo afetado serão removidos cirurgicamente. Opta-se por quimioterapia e terapia de radiação dependendo do estágio e tipo de câncer testicular. O especialista médico que está tratando o câncer poderá dar os melhores conselhos em cada caso individual. Estes tratamentos podem causar infertilidade. Se o homem gostaria de ter filhos no futuro, uma opção é guardar num banco de esperma, o esperma antes do inicio do tratamento. Apoio emocional através de um grupo de apoio ou aconselhamento individual são úteis no processo de aceitação do diagnóstico e durante o tratamento.

Prevenção

O auto-exame dos testículos pode ajudar a detectar câncer testicular na fase inicial, o que pode ser útil para o sucesso do tratamento.

Prognóstico

O prognóstico depende do estágio e do tipo de câncer testicular. Muitas pessoas são diagnosticadas cedo, respondem bem ao tratamento, e podem ser curadas. Tumores agressivos ou em estágio adiantado podem ser difíceis de tratar e têm menor probabilidade de cura.