1. Ada
  2. Condições
  3. Candidíase

Candidíase

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Candida vulvovaginal, também conhecida como candidíase genital ou infecção vulvovaginal por levedura, é uma infecção comum da vulva e da vagina causada por um fungo chamado candida. Candida está normalmente presente em pequenas quantidades no corpo, mas, sob certas circunstâncias, pode crescer demasiado, causando infecção. Normalmente não é uma infecção transmitida sexualmente, mas às vezes pode ser transmitida entre parceiros sexuais. Os principais sintomas são coceira vulvar, dor durante a relação sexual e corrimento vaginal. A candidíase pode ser facilmente tratada com medicamentos que não precisam de prescrição. Ela pode voltar a ocorrer, especialmente em momentos de estresse, em diabéticos ou pessoas com distúrbios do sistema imunológico.

Riscos

Esta condição é causada por um fungo, candida albicans, que normalmente vive no corpo. Sob determinadas circunstâncias, o candida pode proliferar e causar uma infecção incômoda. Esta é uma condição muito comum em mulheres adultas, mas pode afetar mulheres de todas as idades. Embora não seja considerada uma doença sexualmente transmitida (DST), é mais comum em pessoas que são sexualmente ativas. Outros fatores de risco são o uso de antibióticos, gravidez, um sistema imunológico enfraquecido e diabetes. Algumas pessoas relatam que o clima úmido e quente os torna mais suscetíveis a esta condição.

Sintomas

Os sintomas mais comuns desta condição são prurido (coceira) e sensação de queimadura na vulva e na vagina, bem como um corrimento espesso, branco e grumoso. Algumas pessoas também experimentam dor ou desconforto durante a micção ou relações sexuais.

Diagnóstico

O diagnóstico é geralmente baseado nos sintomas e exame físico. Se o diagnóstico for incerto, pode-se tomar uma amostra da secreção vaginal e pesquisar a presença do fungo.

Tratamento

O tratamento consiste em medicação anti-fúngica, que pode ser aplicada na forma de creme na vulva, ou em forma de comprimidos. Embora muitas pessoas preferem os comprimidos, os cremes muitas vezes são eficazes como calmantes para pele com coceira e dor.

Prevenção

Evitar roupa intima que retém calor e umidade pode ajudar a prevenir esta condição, especialmente em climas úmidos. Evitar o uso de antibióticos em comprimido caso haja outro tipo de preparação adequada (como um creme ou unguento antibiótico) também pode ser útil. Manter um bom controle do açúcar no sangue também ajuda a prevenir o aparecimento desta condição em pessoas diabéticas.

Prognóstico

O tratamento anti-fúngico é muito eficaz, e a maioria das pessoas melhora dos sintomas em uma semana. É comum as infecções voltarem a ocorrer.