1. Ada
  2. Condições
  3. Bronquite crônica

Bronquite crônica

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico
  8. Outros nomes

Visão geral

Bronquite crônica é uma condição onde há inflamação das vias aéreas menores do pulmão. É definida como uma tosse, que dura pelo menos 3 meses em dois anos consecutivos. A causa mais comum é o tabagismo, embora a exposição a substâncias irritantes no trabalho também possa causar esta condição. A bronquite crônica é um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Evitar respirar a fumaça do cigarro ou substâncias irritantes pode ajudar a prevenir esta condição e é importante parar os danos continuados nas vias aéreas. Embora o dano causado pela inflamação de longo prazo nas vias aéreas pode ser irreversível, muitas pessoas aprendem a gerir e viver com seus sintomas.

Riscos

Bronquite crônica é uma condição onde as pequenas vias aéreas nos pulmões (os brônquios e bronquíolos) ficam irritadas e inflamadas. Isso provoca inflamação e estreitamento dessas vias aéreas. Se isso continuar por um muito tempo, essa inflamação e estreitamento tornam-se permanentes. A causa mais comum para esta condição é o tabagismo. Outras causas podem ser exposição por muito tempo a irritantes químicos no trabalho ou poluição do ar. Estas substâncias irritam as vias respiratórias e provocam inflamações. A bronquite crônica é mais comum em homens de meia idade, embora possa afetar qualquer pessoa que tenha respirado substâncias irritantes durante um longo período de tempo.

Sintomas

O sintoma mais comum da bronquite crônica é uma tosse que traz muco. Isto deve ocorrer frequentemente durante um período de três meses. Pessoas com bronquite crônica também podem sentir falta de ar durante o exercício, chiado ao respirar, cansaço, dores de cabeça e desconforto no peito.

Diagnóstico

O diagnóstico é geralmente baseado nos sintomas, um exame físico e um teste de função pulmonar, chamado espirometria. Pode ser necessária uma radiografia de tórax para examinar os pulmões e excluir outras causas possíveis dos sintomas.

Tratamento

A parte mais importante do tratamento, se for aplicável, é parar de fumar ou tomar medidas para evitar respirar outros produtos químicos irritantes. Outros tratamentos incluem medicações inaladas para reduzir a inflamação e abrir as vias aéreas. Alguns medicamentos agem dissolvendo o muco nas vias aéreas. Programas especializados de exercícios para pessoas com problemas pulmonares - chamados reabilitação pulmonar - não só ajudam a melhorar a aptidão física, mas também ensinam técnicas eficazes para melhorar a respiração e para limpar o muco das vias aéreas. Algumas pessoas acham que respirar ar quente e úmido ajuda a reduzir seus sintomas.

Prevenção

Parar de fumar e evitar substâncias prejudiciais aos pulmões ajuda a reduzir o risco de desenvolver bronquite crônica. Isso pode envolver o uso de equipamentos de proteção no trabalho caso se usem produtos químicos irritantes. As pessoas que têm bronquite crônica devem ser vacinadas contra a gripe para prevenir episódios de sintomas graves.

Prognóstico

Embora a bronquite crônica cause danos irreversíveis nas vias aéreas, muitas pessoas aprendem a controlar os sintomas. As pessoas que têm a bronquite crônica diagnosticada desde cedo e que podem deixar de fumar têm uma boa chance de evitar mais danos em suas vias aéreas.

Outros nomes

  • infecção crônica dos pulmões