1. Ada
  2. Condições
  3. Doença de Lyme disseminada inicial

Doença de Lyme disseminada inicial

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Doença de Lyme disseminada, também conhecida como borreliose de Lyme, é causada por uma infecção pela bactéria Borrelia burgdorferi. Essa bactéria se transmite através de mordidas de carrapatos. Pessoas que trabalham ao ar livre ou passam muito tempo em áreas rurais têm mais chances de serem afetadas. Se não diagnosticada ou não tratada, a bactéria se pode alastrar por todo o corpo a partir do local da mordidas de carrapato. O termo médico para a primeira fase de propagação bacteriana é "doença de Lyme disseminada inicial". Os sintomas desta fase da doença de Lyme incluem fraqueza muscular, falta de ar, problemas de memória e uma erupção cutânea. Esta condição pode ser tratada com antibióticos e a maioria das pessoas se recupera bem, embora os sintomas possam persistir durante algum tempo após o tratamento.

Riscos

A doença de Lyme é causada por uma bactéria chamada Borrelia burgdorferi. Essa bactéria é transmitida através de mordidas de carrapatos. Esses carrapatos são encontrados principalmente em áreas arborizadas, rurais em toda a Europa e América do Norte e essa condição não é transmitida de pessoa pra pessoa. Pessoas que trabalham ao ar livre ou que passam muito tempo em bosques ou brejos são as mais afetadas. Embora qualquer pessoa possa ter essa condição, ela é um pouco mais comum nas crianças e adultos mais velhos. Também é mais comum no fim da primavera, início do verão e no outono. A doença de Lyme tende a causar em primeiro lugar sintomas em um certo local do corpo. Nessa fase, se chama de doença de Lyme localizada. Em seguida, se espalha lentamente pelo organismo, sendo chamada de doença de Lyme disseminada.

Sintomas

Os primeiros sintomas da doença de Lyme são semelhantes aos da gripe com calafrios, febre, cansaço, dores musculares, dores nas articulações e uma erupção na pele com a forma de um alvo (circular). Os sintomas posteriores podem variar de pessoa para pessoa, mas incluem dor e inchaço nas articulações, dormência, fraqueza dos músculos faciais, problemas de memória, falta de ar e dores de cabeça.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente é baseado em dois aspectos: o aparecimento de uma erupção cutânea com aparência de um alvo, e ter estado em áreas onde há carrapatos (por exemplo, a trabalho ou em viagem em áreas florestais da América do Norte). Uma vez que a doença de Lyme se instala, pode ser difícil de diagnosticar, uma vez que apenas algumas pessoas se lembram de ter uma erupção com a forma de um alvo. Nessa situação, a doença de Lyme geralmente é diagnosticada por exames de sangue.

Tratamento

A doença de Lyme é tratada com antibióticos. Medicamentos simples para o alívio da dor, como paracetamol ou ibuprofeno, podem ser úteis para diminuir as dores músculares e nas articulações. É necessário acompanhar a evolução e sucesso do tratamento com antibióticos.

Prevenção

Evitar picadas de carrapatos usando repelentes de insetos e roupas de proteção ajuda a evitar esta condição, especialmente em áreas conhecidas por terem a doença de Lyme. Atualmente não existe ainda uma vacina disponível.

Prognóstico

A doença de Lyme pode ser curada com antibióticos. Em algumas pessoas os sintomas podem persistir por mais de 6 meses, mesmo que a infecção já tenha sido tratada. As complicações da doença de Lyme quando não tratada incluem insuficiência cardíaca ou inflamação das membranas que envolvem o cérebro (meningite), embora estas complicações não sejam comuns.