1. Ada
  2. Condições
  3. Insuficiência de crescimento, sem mais especificações

Insuficiência de crescimento, sem mais especificações

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

A insuficiência de crescimento é um termo para descrever o crescimento anormalmente fraco ou interrompido em bebês ou crianças. É um termo descritivo da condição e não uma doença em si. Existem muitas condições que podem afetar o crescimento de bebês e crianças. O prognóstico depende da condição que está causando a insuficiência de crescimento. Se a causa for tratada precocemente, as crianças têm uma boa chance de continuar a crescer normalmente.

Riscos

Insuficiência de crescimento é um problema bastante comum. Há várias razões possíveis para que ela ocorra. Uma criança que é pequena para sua idade, mas de estatura normal quando comparada em conjunto com a família, não deve ser considerada como tendo insuficiência de crescimento. As causas mais comuns costumam ser desnutrição, devido às dificuldades de alimentação, certas condições médicas ou distúrbios metabólicos e condições médicas de longa duração, tais como doenças do coração ou dos rins. Fumar, consumir bebidas alcoólicas ou pegar certas doenças durante a gravidez também pode aumentar o risco da criança desenvolver problemas de crescimento mais tarde. Insuficiência de crescimento pode, em alguns casos, ser um primeiro sinal de que uma criança está sendo abusada ou negligenciada. Esta condição é mais comumente diagnosticada em bebês e crianças pequenas, mas também pode ocorrer com crianças mais velhas.

Sintomas

Os sintomas dependem da gravidade e da causa subjacente da doença. As crianças que não estão crescendo podem não só ser pequenas ou leves para a sua idade, mas também podem estar sempre muito cansadas, irritadas ou lentas para desenvolver habilidades normais, como rolar, ficar sentado ou caminhar. Podem ocorrer outros sintomas, dependendo da causa subjacente.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente é feito por um técnico de enfermagem de saúde infantil ou por um pediatra durante check-ups de rotina, onde são registadas medidas de peso, altura e perímetro cefálico (cabeça). Estas medidas, para além de comparadas com as esperadas para crianças saudáveis da mesma idade também são comparadas com medições da própria criança, realizadas antes que o crescimento começasse a desacelerar. Se há sinais de que uma criança não está crescendo como devia, outros testes para investigar e diagnosticar as causas subjacentes devem ser realizados.

Tratamento

Tratar a insuficiência de crescimento implica tratar ou controlar a condição subjacente. Pode ser útil obter aconselhamento sobre a alimentação, e aumentar os nutrientes e calorias na dieta da criança. Grupos de apoio para pais podem ser uma fonte útil de suporte e de estratégias para gerir esta condição.

Prevenção

Check-ups regulares com enfermeiras especializadas em saúde infantil podem ajudar no diagnóstico precoce dessa condição. Aulas para os pais ou grupos de apoio podem ajudar a desenvolver técnicas e hábitos para melhorar a nutrição de uma criança.

Prognóstico

O resultado depende da condição subjacente que causou a insuficiência de crescimento. Se a causa for diagnosticada e tratada precocemente, as crianças têm uma boa chance de crescer normalmente após o tratamento.