1. Ada
  2. Condições
  3. Seios fibrocísticos

Seios fibrocísticos

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Seios fibrocísticos são seios cujo tecido passou por uma mudança. Os seios podem estar irregulares ou mesmo dolorosos ao toque; portanto, é importante acompanhar qualquer alteração na mama, especialmente se os sintomas piorarem ou permanecerem estáveis. Seios fibrocísticos não são uma doença cancerosa. No entanto, a mudança no tecido do seio pode complicar a triagem para o câncer da mama e alguns tipos dessa condição podem aumentar o risco de câncer da mama. Essa condição afeta até 50% das mulheres, geralmente entre as idades de 30 a 50 anos. Na maioria dos casos, não é necessário tratamento.

Riscos

Os tecidos da mama podem mudar significativamente durante a vida. Os seios podem mudar ao longo do ciclo menstrual, e mudar significativamente durante a gravidez e amamentação. Estas alterações são uma reação à alteração dos níveis dos hormônios estrogênio e progesterona. As alterações fibrocísticas da mama provavelmente são também uma reação a essas alterações hormonais. Esta é uma condição comum, que afeta cerca de metade de todas as mulheres durante sua vida. As mulheres entre 30 e 50 anos são mais comumente afetadas, embora a condição possa afetar mulheres de qualquer idade até o momento da menopausa. As mulheres que tomam as pílulas anticoncepcionais tem menor tendência a ter seios fibrocísticos. Fazer terapia hormonal de substituição (TRH) após a menopausa também pode causar seios fibrocísticos.

Sintomas

Os sintomas de seio fibrocístico podem ser diferentes de uma pessoa para outra. Algumas mulheres podem não ter quaisquer sintomas. Outras mulheres podem ter dores nos seios, sensibilidade ou algum tipo de secreção no mamilo. Algumas mulheres podem sentir nódulos (caroços) em seu peito, ou notar uma mudança no tamanho dos seios. Mulheres que ainda não passaram pela menopausa podem notar mudanças em seu ciclo menstrual. A condição pode ocorrer em um ou ambos os seios.

Diagnóstico

Seios fibrocísticos são em geral diagnosticados por um exame físico. Um médico pode fazer um ultrasom, mamografia (raio-X dos seios), ou retirar uma amostra de quaisquer protuberâncias para descartar a hipótese de ser câncer.

Tratamento

A maioria das pessoas com seios fibrocísticos não precisam de tratamento específico. Pessoas com seios fibrocísticos podem notar que analgésicos comuns (paracetamol) podem às vezes ajudar com a dor e a sensibilidade ao toque. Muitas pessoas também observam que usar sutiãs que dão sustentação e compressas quentes ajudam a reduzir a dor. As pessoas com sintomas que incomodam ou mais graves podem se beneficiar de terapia hormonal ou cirurgia para remover os caroços.

Prevenção

Pode ser mais difícil o exame para detecção de câncer de mama nas mulheres com seios fibrocísticos, especialmente em mulheres que continuam a tê-lo após a menopausa. A mulher se auto examinar (examinar seu próprio seio) e manter exames de rotina com um médico generalista pode ajudar na identificação precoce de novos nódulos.

Prognóstico

Os sintomas de seios fibrocística geralmente desaparecem após a menopausa. Algumas formas raras de doença fibrocística da mama podem aumentar o risco de desenvolver câncer de mama.