1. Ada
  2. Condições
  3. Cólica infantil

Cólica infantil

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prognóstico

Visão geral

Cólica infantil é uma condição em que um bebê normalmente saudável chora demais, com frequência e em um volume anormalmente alto. Estes episódios de choro inconsolável, que ocorrem em geral à noite, são o sintoma mais típico. O médico deve excluir qualquer outra causa para o choro excessivo para confirmar o diagnóstico da cólica infantil. O tratamento geralmente inclui intervenções comportamentais. Esta condição, em geral, tende a se resolver sozinha, sem complicações a longo prazo.

Riscos

A cólica infantil é comumente observada em bebês entre as idades de 2 semanas e até 4 meses, com um pico nas seis semanas de idade. É igualmente frequente em bebês do sexo masculino e feminino. As causas da cólica infantil são ainda desconhecidas.

Sintomas

O sintoma mais comum de cólica infantil são episódios de choro excessivo, estridente, que ocorre em geral à noite. As crianças são, geralmente, normais em todos os aspectos e têm apetite e ganho de peso normais. Os bebês com cólica também tendem a fazer caretas quando choram, e puxar os joelhos para a barriga.

Diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico, outra causa para o choro deve sempre ser excluída primeiro. Muitas vezes, é definido pela regra de três, chorando por mais de três horas por dia, por mais de três dias por semana e por mais de três semanas em uma criança que está bem alimentado e saudável.

Tratamento

Como as causas são desconhecidas, as opções de tratamento são limitadas. Como a condição não causa problemas graves, se aconselha aos pais a desenvolverem técnicas para ajudar a criança a parar de chorar, como cantar, cobrir ou segurar o bebê etc. Geralmente não se recomendam mudanças nos hábitos alimentares ou na dieta.

Prognóstico

A cólica tende a melhorar pelos 3 a 4 meses de idade. Essa condição não causa quaisquer consequências para a saúde a longo prazo.