1. Ada
  2. Condições
  3. Artrite juvenil idiopática

Artrite juvenil idiopática

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prognóstico

Visão geral

A artrite idiopática juvenil é a condição auto-imune mais comum em crianças afetando as articulações. Ela ocorre quando o sistema imunológico ataca erroneamente os tecidos saudáveis ​​das articulações. As causas ainda não são bem compreendidas, mas os genes podem influenciar o aparecimento desta condição. Os sintomas envolvem dor, inchaço e rigidez de uma ou mais articulações. O diagnóstico geralmente é feito com base nos sintomas e no exame físico. O tratamento envolve medicação para diminuir a reactividade do sistema imunológico. Com um tratamento adequado muitas crianças com esta condição vivem bem, e seus sintomas melhoram com o tempo.

Riscos

A artrite juvenil idiopática é uma condição auto-imune comum. Isso significa que o sistema imunológico ataca equivocadamente tecidos saudáveis ​​das articulações. As causas são desconhecidas, mas os genes podem influenciar o desenvolvimento desta condição. Ela tende a afetar crianças com menos de 10 anos, e pode afetar as crianças com menos de 1 ano de idade. Essa condição não ocorre em adolescentes com mais de 16 anos de idade. Os sintomas tendem a começar em uma idade mais jovem em meninas comparativamente com os meninos.

Sintomas

Os sintomas mais comuns da artrite juvenil idiopática são articulações dolorosas, inchadas e duras que podem vir junto com uma erupção no tronco, braços e pernas. As articulações mais comumente afetadas são os punhos, joelhos e tornozelos, mas podem estar envolvidas outras articulações. Muitas crianças com esta condição também sofrem febres regulares. Os sintomas precisam estar presentes por mais de 6 semanas para que se possa fazer o diagnóstico.

Diagnóstico

O diagnóstico de artrite idiopática juvenil é baseado nos sintomas e exame clínico. Não há nenhum exame específico para essa condição, e antes que se possa fazer o diagnóstico, devem ser excluídas outras possíveis causas para os sintomas . Isto pode envolver uma série de análises de sangue e de raios-X. Um diário de sintomas pode ser útil no diagnóstico.

Tratamento

A artrite juvenil idiopática é tratada com medicamentos que suprimem o sistema imunitário que está hiperativo. Esse tratamento é geralmente escolhido por um especialista em condições de articulações durante a infância. A contribuição da fisioterapia e terapia ocupacional pode ser útil para manter as articulações fortes e a capacidade de continuar a fazer atividades normais.

Prognóstico

O prognóstico e o desfecho dependem da gravidade da doença e da resposta dos sintomas aos tratamentos. A maioria das crianças se dão bem com o tratamento, e acham que os sintomas melhoram ao longo do tempo. As crianças cujos sintomas não respondem bem à terapia podem acabar com danos graves nas articulações devido a esta condição.