1. Ada
  2. Condições
  3. Hemorragia gastrointestinal baixa

Hemorragia gastrointestinal baixa

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Hemorragia do trato gastrointestinal baixo é uma condição em que há sangramento da parte baixa do aparelho digestivo, especificamente do intestino grosso, do reto ou do ânus. Os principais sintomas são sangue vermelho fresco saindo do ânus ou fezes de cor marrom-avermelhada. O sangramento maciço do trato gastrointestinal inferior é uma emergência médica. A condição é mais comum nos idosos e nas pessoas com histórico de doença diverticular, doença inflamatória intestinal (DII) e câncer do cólon ou do reto. O tratamento depende da causa da hemorragia, mas quase sempre inclui reposição de fluidos e de sangue e, se possível, encontrar a causa e estancar o sangramento.

Riscos

Há muitas causas possíveis para a hemorragia do trato gastrointestinal inferior. Condições que causam pequenos sangramentos são hemorróidas, fissura anal e algumas doenças sexualmente transmissíveis. Condições que podem causar hemorragias mais intensas são câncer do intestino (câncer do cólon, do reto ou do ânus), algumas infecções intestinais (como intoxicação alimentar), doença diverticular, malformações dos vasos sanguíneos no interior do intestino e doenças inflamatórias intestinais (colite ulcerativa e doença de Crohn) . Pessoas que tomam medicamentos para diluir o sangue correm maior risco de uma hemorragia intestinal maciça. A condição afeta com mais frequência os idosos do que as pessoas mais jovens.

Sintomas

O sintoma mais comum é o sangue de um vermelho vivo expelido pelo ânus ou nas fezes. Outros sintomas podem incluir dor abdominal (barriga), tonturas, batimentos cardíacos rápidos e pulsantes, fraqueza, confusão e colapso, dependendo da quantidade de sangue perdida.

Diagnóstico

O diagnóstico da causa da hemorragia baseia-se no histórico médico da pessoa, exames laboratoriais e visualização do interior do intestino por via endoscópica (utilizando uma câmera num instrumento longo e flexível que passa através da boca ou do ânus para visualizar o intestino). Em casos graves de hemorragia e de emergência, a avaliação diagnóstica só é feita depois que a pessoa foi ressuscitada e a hemorragia foi estancada.

Tratamento

O tratamento depende da quantidade de sangue perdido e da causa da hemorragia. A causa deve ser investigada e tratada para evitar novos sangramentos. Se houve um sangramento pequeno, pode ser tratado com medicamentos ou terapia endoscópica. Se houve perda de sangue grave, o tratamento inclui hospitalização e reanimação da pessoa afetada. Isso pode exigir administração de fluidos por via intravenosa ou transfusões de sangue, além de controle da pressão arterial, frequência cardíaca, etc. No caso de uma hemorragia maciça pode ser necessária uma cirurgia de emergência para encontrar e tratar a causa do sangramento.

Prevenção

As pessoas que tomam medicamentos para diluir o sangue e que correm risco de hemorragia intestinal devem monitorar cuidadosamente seu tempo de coagulação do sangue. Obter diagnóstico precoce e pronto tratamento para condições que podem causar sangramento intestinal pode ajudar a prevenir alguns casos de hemorragia do trato gastrointestinal inferior.

Prognóstico

O desfecho de uma hemorragia do trato gastrointestinal inferior depende da causa subjacente. O prognóstico de recuperação sempre é bom se a causa do sangramento for encontrada e tratada. Os idosos e pessoas com outras condições médicas correm maior risco de ter uma hemorragia maciça e desenvolver complicações.