1. Ada
  2. Condições
  3. Melanoma

Melanoma

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico
  8. Outros nomes

Visão geral

Melanoma é o tipo mais grave de cancer da pele e se desenvolve em células contendo melanina. Essas células produzem o pigmento que dá cor à pele e cabelo. Os primeiros sinais de melanoma são usualmente novos sinais corporais sardas na pele ou mudanças em sinais previamente existentes. Pessoas com pele clara, cabelos ruivos ou loiros, e que passam muito tempo expostos a luz solar forte tem alto risco de desenvolver melanoma. É importante evitar a exposição prolongada ao sol ou a outra fonte de radiação ultravioleta para prevenir essa condição. O diagnóstico é confirmado pela coleta de uma amostra do local (biópsia) para exame. O tratamento depende quão avançado está o melanoma no momento do diagnóstico. Se diagnosticado precocemente, é possível curar esta condição por cirurgia. Se diagnosticado numa fase posterior, muitas vezes é necessária quimioterapia .

Riscos

Melanoma ocorre quando as células que produzem melanina crescem descontroladamente. Estas células anormais destroem as células normais em torno delas e podem se espalhar para outras partes do corpor através de canais de sangue ou linfa. A principal causa de melanoma é a exposição prolongada à radiação ultravioleta (UV) pela luz solar ou em salões de bronzeamento. Pessoas com pele clara e cabelo ruivo ou loiro tem risco mais elevado de desenvolver melanoma. Há também algumas condições raras hereditárias que fazem certas pessoas mais propensas a desenvolver melanoma. As maiores taxas de câncer de pele no mundo estão na Austrália e Nova Zelândia, devido aos níveis de radiação UV nesses países. O melanoma é mais comum em adultos de meia-idade e mais velhos, devido à idade e exposição cumulativa ao sol. Os homens são ligeiramente mais propensos que mulheres a desenvolver esta condição.

Sintomas

Os primeiros sinais de melanoma costumam ser uma mudança em uma mancha existente ou o desenvolvimento de uma nova mancha escura, nódulo ou sardas na pele. Essas manchas muitas vezes são assimétricas, têm as bordas irregulares, e podem mudar de cor, crescer ou se alterar de alguma outra forma. Melanomas ocultos podem ocorrer nos pés, palmas das mãos, no leito ungueal (leito da unha) ou na boca, olhos, trato digestivo ou urinário.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito pelo médico que avalia os sintomas, examina a pele e tira uma amostra de pele (uma biópsia) para investigar a presença de melanoma.

Tratamento

O tratamento depende do tamanho do melanoma e se ele já se espalhou no momento do diagnóstico, bem como a saúde geral da pessoa afetada e estilo de vida. Nas fases iniciais o melanoma pode ser tratado por cirurgia para remover a mancha suspeita. Se o melanoma se disseminou para além da pele, existem várias opções de tratamento, tais como cirurgia, quimioterapia, terapia de radiação ou terapia biológica. O médico que está tratando pode dar os melhores conselhos sobre o tratamento em cada caso.

Prevenção

A prevenção consiste em usar protetor solar, evitar o sol no meio do dia e vestir roupas que protegem. Evitar o uso de solários e camas de bronzeamento também ajuda a prevenir câncer de pele. O diagnóstico precoce é muito importante para que o melanoma seja removido antes de se espalhar para outras partes do corpo. Pessoas com risco de melanoma devem ter sua pele examinada regularmente por um médico experiente.

Prognóstico

O desenlace depende do estágio em que o melanoma é diagnosticado e tratado. O melanoma que se espalhou costumava ter um mau prognóstico no passado, no entanto estão sendo desenvolvidas novas terapias que podem melhorar as taxas de recuperação.

Outros nomes

  • câncer de pele