1. Ada
  2. Condições
  3. Prostatite não bacteriana

Prostatite não bacteriana

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prognóstico
  7. Outros nomes

Visão geral

Prostatite não bacteriana é uma condição na qual há dor persistente na área em torno da glândula da próstata. Esta condição também é por vezes chamada de prostatite crônica (de longa duração) ou síndrome da dor pélvica crônica. Embora a condição seja chamada de prostatite, não é certo que a próstata seja a causa da dor. A próstata é uma glândula em forma de noz em homens que se posiciona abaixo da bexiga. A causa exata desta condição é desconhecida, mas não é causada por uma infecção bacteriana. É mais comum em homens mais velhos que têm uma próstata aumentada. Os sintomas mais comuns incluem dor na área entre o saco escrotal e o ânus, dor ao ejacular e, às vezes, sangue na urina ou no sêmen. O tratamento inclui medicamentos para reduzir a dor, para relaxar os músculos da próstata e, muitas vezes, um tratamento com antibióticos. A prostatite não bacteriana pode ser difícil de tratar, e muitos pacientes, na melhor das hipóteses, só ganham um controle parcial dos seus sintomas, mesmo depois de tentarem várias terapias.

Riscos

A próstata é uma glândula em forma de noz localizada abaixo da bexiga, e forma a primeira parte da uretra (o tubo que transporta a urina para fora da bexiga). Embora a dor constante na área seja chamada de prostatite, é incerto se a causa da dor seja a próstata. A causa exata da dor é desconhecida. Em alguns casos, pode haver inflamação na área sem uma causa específica, em outros, a dor pode ser proveniente do músculo ou nervos na área. Esta condição é mais comum em homens mais velhos que têm uma próstata aumentada e em homens com outras condições médicas, tais como fibromialgia ou síndrome do intestino irritável.

Sintomas

O sintoma mais comum é a dor sentida na área perineal, a área entre o saco escrotal (o saco muscular que contém os testículos) e ânus. Também pode haver dor lombar. Outros sintomas incluem dor ao ejacular, ao defecar ou ao urinar. Pode haver sangue na urina ou no sémen. Alguns homens acham que tem de urinar com mais frequência, ou que tem um fluxo urinário fraco. A disfunção eréctil é, por vezes, um sintoma desta condição. Estes sintomas podem ser associados com um estado de desânimo.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente é feito por um médico experiente ou urologista (especialista do trato urinário) com base nos sintomas e no exame de próstata. Para fazer o diagnóstico de prostatite não bacteriana, devem ser excluídas outras causas possíveis para os sintomas. Isto pode envolver exames de urina, sémen e de sangue. Em alguns casos, pode ser necessário um ultra-som da próstata ou uma tomografia computadorizada do abdómen.

Tratamento

O tratamento inclui medicamentos para reduzir a dor, para relaxar os músculos da próstata e, muitas vezes, um tratamento com antibióticos. Muitas pessoas acham que reduzir o tempo que passam sentados ajuda seus sintomas. O exercício suave que não pressione o assoalho pélvico também pode ajudar. Algumas pessoas acham que a acupuntura ajuda. Também é muito importante o apoio emocional e psicológico para ajudar as pessoas a lidar com seus sintomas. O aconselhamento pode ser útil. A cirurgia para a remoção de próstata pode ser uma opção para os homens mais velhos, mas pode levar a dificuldades de ereção.

Prognóstico

O tratamento da prostatite não bacteriana é difícil e pode ser frustrante. Muitas pessoas acham que conseguem apenas o controle parcial dos seus sintomas, mesmo depois de tentar várias terapias. Nestes casos é importante o apoio emocional confiável e constante.

Outros nomes

  • inflamação da próstata