1. Ada
  2. Condições
  3. Angina pectoris instável

Angina pectoris instável

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico
  8. Outros nomes

Visão geral

Angina instável, também conhecida como angina pectoris instável, é uma emergência médica com dor súbita no peito ou sensação de aperto que piora em pouco tempo. Embora não seja um ataque cardíaco, os sintomas são muito semelhantes, e é um aviso que a pessoa pode ter um ataque cardíaco no futuro próximo. Os sintomas geralmente são imprevisíveis e muitas vezes não melhoram com o repouso. Ela ocorre quando o fluxo de sangue e de oxigênio para o coração é reduzido. A causa mais comum de angina estável é o endurecimento e estreitamento dos vasos sanguíneos do coração devido a aterosclerose. A angina instável é mais comum em adultos mais velhos, fumantes e pessoas com alta pressão arterial ou altos níveis de colesterol no sangue. O tratamento a curto prazo tem como objetivo reduzir a dor e relaxar os vasos sanguíneos do coração, a longo prazo medicamentos e mudanças de estilo de vida para reduzir as chances de ter um ataque cardíaco no futuro. A maioria das pessoas aprendem a controlar seus sintomas. No entanto, sem tratamento, a causa subjacente pode piorar e, eventualmente, causar um ataque cardíaco.

Riscos

A angina ocorre quando temporariamente o coração não está recebendo oxigênio suficiente. Isso ocorre devido ao estreitamento dos vasos sanguíneos do coração, tornando difícil para o coração receber sangue suficiente em situações nas quais ele precisa trabalhar mais (por exemplo, ao fazer esporte). Angina instável ocorre quando os vasos se tornam muito estreitos. Esta condição é semelhante a um ataque cardíaco, sendo um sinal de alerta para o risco de ataque cardíaco no futuro. A causa mais comum é a aterosclerose, que é o estreitamento e formação de depósitos nos vasos sanguíneos ao longo do tempo. Os idosos e pessoas com condições médicas, tais como a diabetes, alta tensão arterial, e altos níveis de colesterol são mais propensos a ter esta condição. Fumar também aumenta o risco de desenvolver angina.

Sintomas

O sintoma de típico de angina é uma pressão ou dor no tórax que irradia para o braço esquerdo, para as costas, maxilar ou o pescoço. Também pode haver sudorese, falta de ar, náuseas e vômitos. Os sintomas da angina instável aparecem geralmente rapidamente, podendo não ter nenhuma causa previsível. Algumas pessoas sentem os sintomas enquanto descansam. Algumas pessoas acham que o uso de spray ou comprimidos de TNG (nitroglicerina) não ajudam a melhorar os seus sintomas.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente é feito com base nos sintomas, um exame clínico e um eletrocardiograma (ECG). O melhor teste para procurar bloqueios nos vasos sanguíneos é a angiografia coronária. Este teste implica a injeção de corante nos vasos sanguíneos do coração e fazer raios-x para confirmar bloqueios. Um exame de sangue é feito para excluir um ataque cardíaco. Testes como a ecografia do coração (ecocardiografia), confirmar os níveis de colesterol e os níveis de açúcar no sangue também podem ser realizados.

Tratamento

O tratamento da angina instável envolve medidas de curto prazo para reduzir a dor e medidas de longo prazo para reduzir o risco de um ataque cardíaco. Pessoas com dor no peito devem tomar TNG (nitroglicerina em spray, comprimido ou cápsula) sob a língua. Se a dor persistir ou piorar, a pessoa precisa ir com urgência a uma emergência. Se há sinais de alerta de um risco muito elevado de ter um ataque de coração, poderá ser necessário fazer uma angiografia de emergência. Em alguns casos, poderá ser também necessário colocar um stent (um pequeno tubo de arame) para abrir os bloqueios que possam haver nos vasos sanguíneos. O tratamento a longo prazo para a angina instável, envolve geralmente medicamentos para afinar o sangue, para controlar a pressão sanguínea e para reduzir os níveis de colesterol. Um programa de exercícios (reabilitação cardíaca) poderá ser útil para melhorar a função cardíaca. Eventualmente, pode ser necessário um procedimento para abrir os vasos sanguíneos do coração estreitadas com um stent, ou até mesmo uma cirurgia de ponte de safena para evitar um ataque de coração.

Prevenção

Adotar uma dieta saudável, fazer exercício regularmente, manter um peso saudável e deixar de fumar pode ajudar a impedir que ocorram bloqueios nos vasos sanguíneos do coração. Os níveis de colesterol, a pressão arterial e açúcar no sangue devem ser bem controlados para ajudar a prevenir essa condição.

Prognóstico

A perspectiva depende do número e da gravidade de obstruções nas artérias do coração. Angina instável não tratada tem uma grande chance de, eventualmente, se tornar um ataque cardíaco.

Outros nomes

  • dor no peito causada por uma diminuição no fornecimento de sangue ao músculo cardíaco