1. Ada
  2. Condições
  3. Insuficiência cardíaca aguda

Insuficiência cardíaca aguda

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

A insuficiência cardíaca aguda ocorre quando o coração de repente não consegue bombear sangue eficazmente para todo o corpo. Em geral é uma emergência, e deve ser avaliada com urgência por um médico. A insuficiência cardíaca é uma condição comum, que afeta principalmente pessoas com 65 anos ou mais. Os sintomas típicos são falta de ar, dor ou pressão no peito, cansaço, inchaço dos pés e das pernas. O tratamento consiste em dar apoio às funções vitais (respiração e pressão arterial) e, muitas vezes, retirar o excesso de fluido do corpo. É importante investigar e tratar a causa da mudança no funcionamento do coração. O tratamento de emergência muitas vezes requer hospitalização e monitoramento intenso por um médico. O tratamento de longo prazo consiste em medicamentos e reabilitação (exercícios) para melhorar a função cardíaca.

Riscos

A insuficiência cardíaca aguda fica mais comum com a idade, e afeta principalmente pessoas com mais de 65 anos. Esta condição afeta homens e mulheres igualmente. As pessoas que têm uma condição cardíaca, ou que já apresentam sintomas de insuficiência cardíaca, são mais propensas a desenvolver esta condição. A insuficiência cardíaca aguda é causada por uma mudança súbita na capacidade do coração de bombear sangue para os pulmões e para todo o corpo, resultando num nível reduzido de oxigênio suficiente para o funcionamento do corpo. Existem muitas causas possíveis; as mais comuns são ataques cardíacos, grandes coágulos de sangue nos vasos sanguíneos e infecções graves.

Sintomas

Os sintomas típicos incluem falta de ar, dor ou pressão no peito, ruídos incomuns na respiração, tosse, inchaço dos pés e das pernas, e lábios ou dedos azulados. Esses sintomas podem surgir seja durante o exercício ou em repouso, e podem evoluir muito rapidamente.

Diagnóstico

O diagnóstico se baseia nos sintomas e num exame físico, observando-se sinais de que o coração não está bombeando sangue suficiente. O eletrocardiograma (ECG) e o ecocardiograma (ecografia ou ultrassom do coração) são os melhores testes para obter informações sobre o funcionamento do coração. Os níveis de oxigênio no sangue também devem ser monitorados.

Tratamento

O tratamento desta condição em geral requer hospitalização. O tratamento envolve o suporte das funções vitais (respiração e função cardíaca) e, muitas vezes, retirar o excesso de fluido do corpo. É importante investigar e tratar a causa da insuficiência cardíaca súbita. A medicação tem papel importante no tratamento médico, reduzindo a quantidade de líquido no corpo e melhorando a capacidade do coração de bombear e manter a pressão arterial. Outros tratamentos se focam na causa subjacente da insuficiência cardíaca.

Prevenção

Exercício físico moderado pode ajudar a evitar episódios de insuficiência cardíaca súbita. Um controle adequado da pressão arterial e da quantidade de fluido no corpo também pode ajudar a prevenir episódios agudos. Pessoas com insuficiência cardíaca crônica devem aprender a reconhecer os primeiros sinais de um agravamento da insuficiência cardíaca.

Prognóstico

O prognóstico depende da gravidade e da causa da insuficiência cardíaca. As pessoas com uma condição cardíaca grave podem não responder tão bem aos tratamentos de insuficiência cardíaca como os que têm sintomas menos graves. Embora a insuficiência cardíaca aguda possa ser fatal, a maioria das pessoas hospitalizadas com essa condição sobrevivem.