1. Ada
  2. Condições
  3. Abstinência alcoólica

Abstinência alcoólica

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

A abstinência alcoólica é uma condição que ocorre em pessoas que bebem álcool regularmente por um longo período de tempo e de repente param de consumi-lo. Homens adultos são mais comumente afetados. Os principais sintomas são nervosismo, sentimentos de ansiedade, agitação, humor deprimido, sensação de fraqueza, pesadelos e alterações de humor. A privação de álcool pode causar complicações graves, potencialmente fatais.

Riscos

A causa principal para a abstinência alcoólica é uma parada repentina do consumo de álcool por alguém que bebe álcool. O álcool afeta o sistema nervoso ao interromper determinados produtos químicos que transmitem mensagens cerebrais, chamados neurotransmissores. Após um certo período de beber diariamente, o corpo torna-se dependente do álcool e seus efeitos. Se o consumo de álcool é reduzido significativamente, esses neurotransmissores não são mais interrompidos, o que pode causar uma série de sintomas. Esta condição pode afetar qualquer pessoa que bebe consistentemente grandes quantidades de álcool. As pessoas com menos de 18 anos de idade, que têm outros problemas de saúde, que estiveram bebendo muito mais do que o habitual ou que tiveram convulsões anteriores relacionadas à privação súbita de consumir correm maior risco de ter a síndrome de abstinência grave, delirium tremens.

Sintomas

Os sintomas típicos são, entre outros, uma sensação de nervosismo, irritabilidade, coração acelerado, sudorese excessiva, náuseas e vômitos. As pessoas afetadas também podem ter tremores, confusão ou alterações de humor. Estes sintomas geralmente são piores no segundo dia depois de parar de ingerir álcool, e somem pelo quinto dia. "Delirium tremens" é um termo usado para descrever os sintomas graves de abstinência de álcool, que incluem febre, respiração retardada, distúrbios do ritmo cardíaco, alucinações e convulsões. Estes sintomas ocorrem entre 48 e 72 horas após a interrupção da ingestão de álcool e podem ser fatais.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por um médico que avalia os sintomas e faz um exame físico.

Tratamento

Sintomas leves de abstinência de álcool podem ser tratados em casa, embora seja recomendado obter conselho de um médico antes de desistir repentinamente de álcool e conselhos urgentes se algum dos sintomas se tornar problemático. Se a pessoa em privação de álcool apresentar confusão ou agitação, isso poder ser um sinal de que ela precisa de atenção médica urgente e tratamento no hospital, enquanto ela entra em privação de álcool. Os sintomas graves de abstinência de álcool são tratados com medicamentos que evitam convulsões e o suplemento nutricional tiamina.

Prevenção

A abstinência alcoólica pode ser prevenida evitando o consumo excessivo de álcool. Se uma pessoa que bebe regularmente de repente quer ou precisa parar de beber (por exemplo, quando internado no hospital), é importante obter aconselhamento e ajuda de um médico para controlar com segurança o período de privação.

Prognóstico

A maioria das pessoas pode parar de beber alcool com segurança se tiver tratamento e apoio. Se os sintomas da privação não forem reconhecidos e tratados, esta pode ser uma condição potencialmente fatal. Os sintomas de abstinência alcoólica podem voltar a cada vez que pessoa que bebe pára de beber de repente.