1. Ada
  2. Condições
  3. Dissecção aórtica

Dissecção aórtica

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Uma dissecção aórtica é uma condição em que ocorre uma ruptura ou rasgo na aorta, sendo muitas vezes uma emergência médica. A aorta é o principal vaso sanguíneo que vem do coração e fornece sangue e oxigênio para todo o corpo. Essa condição é mais comum entre as idades de 50 e 65, e tende a afetar os homens mais do que as mulheres. O principal sintoma é uma dor súbita, intensa, irradiante no peito, parte superior das costas ou abdômen, que algumas pessoas descrevem como uma sensação de corte ou rasgo. A dissecção aórtica requer tratamento de emergência e, na maioria dos casos, cirurgia para reparar o vaso sanguíneo.

Riscos

A aorta é o maior vaso sanguíneo do corpo, e vai do coração para o abdômen. A dissecção aórtica é uma ruptura ou rasgo deste vaso sanguíneo. Isso causa sangramento, que pode ser pequeno ou grande, dependendo do tamanho da ruptura. A dissecção da aorta é mais comum nos homens do que nas mulheres e ocorre mais frequentemente entre as idades de 50 e 65. Os fatores de risco para esta condição incluem pressão alta, tabagismo e níveis elevados de colesterol. As pessoas que têm uma debilidade conhecida das paredes aórticas (aneurisma da aorta), ou que já tiveram angina, ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral têm maior risco desta condição. Causas menos comuns são o uso de cocaína e lesões no peito (acidentes de carro), que podem exercer pressão sobre a aorta e fazê-la romper-se. Certas doenças hereditárias também aumentam o risco de dissecção aórtica, como a síndrome de Marfan e a síndrome de Turner.

Sintomas

Os sintomas de dissecção aórtica podem ser difíceis de distinguir dos de outras condições cardíacas. O principal sintoma é uma dor repentina e intensa no peito e parte superior das costas. Essa dor pode se espalhar para as costas, braços ou pernas, dependendo dos locais da dissecção. Quem tem dissecção da aorta pode ter as mãos ou pés frios. Também podem sentir náuseas, falta de ar, suor, tontura e fraqueza, e podem entrar em colapso, dependendo da quantidade de perda de sangue.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por um médico com base nos sintomas e aparência da pessoa afetada. Em uma situação de emergência, uma ecografia pode ser feita imediatamente para confirmar o diagnóstico. Outros testes que ajudam a confirmar o diagnóstico são eletrocardiograma (ECG), raio-X do tórax e do abdômen e tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Tratamento

O tratamento de dissecção aórtica consiste de cirurgia para reparar o rasgo no vaso sanguíneo. Em geral é uma cirurgia de grande porte, e pode ser um procedimento de emergência. Muitas vezes são necessários medicamentos para reduzir a pressão arterial a longo prazo para proteger a área reparada.

Prevenção

Bom controle da pressão arterial, redução dos níveis de colesterol, parar de fumar e fazer exercícios físicos regulares podem ajudar a reduzir o risco de dissecção da aorta. Evitar o uso de cocaína e outros estimulantes também pode ajudar a prevenir alguns episódios de dissecção da aorta, especialmente em pessoas que têm outros fatores de risco.

Prognóstico

A dissecção da aorta é uma emergência médica e uma condição potencialmente fatal. As complicações podem ser causadas pela falta de suprimento de sangue aos órgãos vitais, como o cérebro ou os rins. O acompanhamento de longo prazo para as pessoas que tiveram uma dissecção da aorta é importante para verificar se há sintomas de uma nova dissecção e para manter um bom controle da pressão arterial.