1. Ada
  2. Condições
  3. Ingestão de corpo estranho

Ingestão de corpo estranho

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

A ingestão de corpo estranho ocorre quando um objeto não-comestível é ingerido. Isto pode ser uma emergência médica, dependendo do objeto engolido. Alguns objetos, como caroços de frutas, moedas, botões e bolinhas de gude frequentemente não causam quaisquer problemas. No entanto, pode ser necessária uma atenção médica de emergência se alguém engoliu certos objetos, especialmente pilhas, ímãs, agulhas e outros objetos pontiagudos ou cortantes. As crianças pequenas tendem a engolir comumente objetos que não são alimentos, embora os adultos possam também fazê-lo, acidentalmente ou intencionalmente. Os sintomas típicos são dor na garganta ou no peito, um nódulo na garganta ou no peito e dificuldade para engolir. O tratamento depende do objeto engolido e se o objeto irá ou não passar pelo sistema digestivo. Embora alguns objetos possam causar sérias consequências, a maioria das pessoas que engolem acidentalmente um objeto que não é alimento costuma se recuperar sem complicações.

Riscos

Quem engole pequenos corpos estranhos como moedas e botões tendem a ser crianças nas idades entre 1 a 3 anos de idade. Os adultos podem ingerir acidentalmente sobretudo itens relacionados com os alimentos, como ossos de pedaços de carne, palitos, ou caroços de frutas.

Sintomas

Os sintomas típicos são dor na garganta ou no peito, um nódulo na garganta ou no peito e dificuldade em engolir. Outros sintomas mais comuns podem ser sangue na saliva, recusa a se alimentar, engasgos, náusea ou vômitos. As crianças pequenas podem babar mais do que o normal. Se o objeto começa a causar complicações, a pessoa afetada pode começar a vomitar sangue, começar a ter dor abdominal, sonolência ou desmaiar.

Diagnóstico

O diagnóstico geralmente é baseado em um histórico de engolir ou de ter visto alguém engolir um objeto que não fosse alimento. Frequentemente é necessário um raio-x do tórax ou do abdômen para confirmar o diagnóstico (especialmente em crianças pequenas) e para verificar a posição do objeto no trato digestivo.

Tratamento

Se um item que não é alimento for ingerido, é importante obter orientações específicas de um médico. Muitos objetos passam através do trato gastrointestinal sem qualquer assistência. No caso de objetos afiados ou pontiagudos ou se houver risco de hemorragia pode ser necessária recuperação endoscópica (através de uma câmera que entre pela boca) ou cirurgia. Pilhas e baterias precisam ser removidas urgentemente.

Prevenção

Deve-se manter pequenos objetos como moedas, botões e bolas de gude longe das crianças para ajudar a evitar a sua ingestão. As crianças devem ser vigiadas ao usar dispositivos que contêm pilhas-botão. Comer devagar e não falar durante a mastigação também pode ajudar a evitar engolir acidentalmente objetos não alimentares.

Prognóstico

A maioria dos objetos engolidos passa através do trato gastrointestinal. Se recuperados a tempo, o prognóstico é excelente. A ingestão de uma pilha -botão (uma pequena bateria achatada) é muito perigosa, visto que essas baterias podem rapidamente causar danos aos órgãos internos.