1. Ada
  2. Condições
  3. Acidente vascular cerebral isquémico

Acidente vascular cerebral isquémico

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico
  8. Outros nomes

Visão geral

Acidente vascular cerebral isquémico é uma redução brusca do fluxo de sangue para o cérebro. Isto conduz a danos nas células do cérebro. Ele é causado mais freqüentemente por coágulos sanguíneos ou estreitamento dos vasos sanguíneos que irrigam o cérebro. Esta condição é uma emergência, e exige atenção urgente de um médico. O AVC isquêmico é o tipo mais comum de derrame cerebral. A probabilidade de derrame aumenta com a idade. Os sintomas mais comuns de acidente vascular cerebral (AVC) são um lado da face caido, fraqueza em um lado do corpo, fala arrastada ou perda de qualquer outra função controlada pelo cérebro. O AVC é uma das principais causas de incapacitação e morte no mundo.

Riscos

O risco de ter um AVC aumenta fortemente com a idade. Embora derrames possam afetar adultos mais jovens, a maioria deles ocorre em pessoas com mais de 70 anos de idade. Muitos fatores podem aumentar o risco de AVC. Algumas condições médicas, mais comumente a pressão sanguínea elevada, fibrilação atrial (FA) e a diabetes, aumentam o risco de ter um AVC isquémico. As pessoas que já tiveram um derrame ou um ataque isquêmico transitório (AIT ou mini-AVC) tem risco de ter outro derrame. As pessoas que fumam também tem o risco de acidente vascular cerebral aumentado.

Sintomas

Os sintomas de um AVC isquêmico dependem da parte do cérebro afetada. Os sintomas mais comuns são uma súbita fraqueza muscular do braço, perna e rosto de um só lado do corpo, desequilíbrio, fala arrastada ou dificuldade em falar. Algumas pessoas podem ter convulsões, sonolência ou perda de consciência.

Diagnóstico

O diagnóstico é baseado nos sintomas, exame clínico, e tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (IRM) do cérebro.

Tratamento

O acidente vascular cerebral isquêmico é uma emergência que é tratada no hospital. Se dá tratamento de emergência para afinar o sangue e quebrar coágulos sanguíneos. Complicações, como convulsões, também podem precisar de tratamento urgente. O tratamento a longo prazo, envolve tomar medicamentos para afinar o sangue, boa gestão de cuidados de outras condições médicas (como diabetes e pressão arterial elevada), e reabilitação. A reabilitação é importante para ajudar a melhorar a força e ajudar as pessoas a aprenderem a se adaptarem a alguma deficiência após o seu derrame.

Prevenção

Uma boa gestão da pressão arterial elevada e do colesterol no sangue pode ajudar a prevenir o acidente vascular cerebral isquêmico, assim como o exercício físico e manter um peso saudável. Parar de fumar também pode ajudar a prevenir o AVC isquêmico.

Prognóstico

A perspectiva após um acidente vascular cerebral isquémico depende do tamanho e da duração do acidente vascular cerebral, bem como a área do cérebro que é afectada por acidente vascular cerebral. A maioria das pessoas que têm um acidente vascular cerebral isquêmico terá alguma deficiência permanente. Reabilitação é importante na melhoria da visão após acidente vascular cerebral. Se o acidente vascular cerebral é grande ou diagnosticado tardiamente, o acidente vascular cerebral isquêmico pode resultar em incapacidade grave ou morte.

Outros nomes

  • um acidente vascular cerebral causado por uma redução no fluxo sanguíneo para parte do cérebro