1. Ada
  2. Condições
  3. Mieloma múltiplo

Mieloma múltiplo

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prognóstico

Visão geral

O mieloma múltiplo é um câncer que afeta a medula óssea. A medula óssea é, onde as células sanguíneas são feitas e amadurecem. Mieloma é causado por uma célula sanguínea branca chamada uma célula de plasma, que normalmente funciona produzindo proteínas que combatem as infecções (anticorpos). Quando ocorre um cancer das células do plasma, as células de plasma não apenas crescem fora de controle na medula óssea, como também diminuem a capacidade da medula óssea de fazer outras células de sangue saudáveis. O mieloma múltiplo é assim chamado porque o câncer é frequentemente encontrado em vários ossos diferentes. Os sintomas de mieloma múltiplo podem ser consequência da diminuição da quantidade de células sanguíneas normais, tal como palidez, falta de ar, sentir-se mais cansado do que o habitual e sangramento das gengivas, ou o resultado de um crescimento rápido das células de cancer, tais como perda inesperada de peso, dor óssea ou ossos frágeis. Não há atualmente cura para o mieloma múltiplo, mas existem opções de tratamento que ajudam a controlar a doença. Mieloma é geralmente um câncer de crescimento lento, e por esta razão, o prognóstico depende de fatores como a idade da pessoa diagnosticada, a agressividade do câncer e o desenvolvimento de complicações.

Riscos

O mieloma múltiplo é um câncer que afeta as células que crescem na medula óssea. A medula óssea é o tecido esponjoso no interior dos ossos onde todas as células do sangue crescem e amadurecem. As células do plasma são um tipo de células brancas do sangue que ajudam o corpo a combater infecções produzindo proteínas chamadas anticorpos. O mieloma múltiplo é um cancer que surge a partir de células de plasma anormais, levando-as a se multiplicar rapidamente. Este crescimento excessivo de células plasmáticas sufoca o crescimento de células sanguíneas saudáveis, o que afeta a capacidade do organismo de transportar oxigênio, coagular quando há sangramento, e lutar contra infecções. Estas células de plasma também produzem proteínas em excesso, o que pode danificar os rins. A causa do mieloma múltiplo é desconhecida. No entanto, o risco de desenvolver um mieloma múltiplo aumenta com a idade. Raramente afeta pessoas com menos de 40 anos e é frequentemente diagnosticado na idade de 70 anos. Os homens são mais propensos que as mulheres a desenvolver esta condição.

Sintomas

Os sintomas mais comuns costumam ser palidez, falta de ar, sensação de cansaço e sangramento nas gengivas. Outros sintomas podem ser perda de peso, dor óssea e ossos frágeis. Algumas pessoas podem sofrer a formação de coágulos de sangue, infecções recorrentes ou problemas renais. Pode não haver sintomas nos estágios iniciais desta condição, porque estes se desenvolvem à medida que a doença progride.

Diagnóstico

Pode-se suspeitar do diagnóstico a partir dos sintomas e exame clínico, mas ele só pode ser confirmado com exames adicionais. As análises de sangue podem mostrar se há um problema com a produção de células sanguíneas, e análises de urina podem mostrar se há excesso de proteína como resultado do aumento da atividade das células plasmáticas. Pode-se fazer um PET scan (um tipo especial de tomografia computadorizada) para procurar outras ocorrências de mieloma múltiplo pelo corpo. Extrai-se com uma agulha uma pequena amostra de medula óssea (biópsia) e se verifica se há presença de células cancerosas.

Tratamento

Atualmente, não há cura para o mieloma múltiplo, mas existem opções de tratamento que ajudam a controlar esta condição médica. O tratamento pode envolver uma combinação de quimioterapia, radioterapia e transplante de células tronco. A combinação exata de terapias depende do estágio da condição clínica, da saúde geral da pessoa afetada e da possível ocorrência de alguma complicação. O médico que está tratando pode dar os melhores conselhos para o tratamento para cada caso. Complicações, tais como dor óssea, fratura, anemia, lesões nos rins podem necessitar de tratamento específico.

Prognóstico

O mieloma múltiplo não pode ser completamente curado. O prognóstico varia muito de uma pessoa para outra e depende da idade da pessoa diagnosticada, a agressividade do câncer, e se o câncer responde bem ou não ao tratamento. Pessoas mais velhas, e as que desenvolvem complicações, como infecções e danos nos rins, são mais propensos a morrer como resultado desta condição.