1. Ada
  2. Condições
  3. Miocardite

Miocardite

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

Miocardite é uma inflamação do músculo do coração, que leva a uma redução da função de bombeamento do coração. A causa mais comum é uma infecção viral. Outras causas possíveis são uma infecção bacteriana, parasitas, medicamentos, drogas ou efeito de terapia por radiação. Essa condição pode causar sintomas leves ou inespecíficos, como febre, dor nas articulações, dor no peito, falta de ar e pulso rápido. Em alguns casos, a miocardite melhora sem tratamento específico. Em outros casos, a causa subjacente pode exigir tratamento específico e o coração pode precisar de medicamentos para apoiar a sua função enquanto ele se recupera. Em muitos casos, os sintomas de miocardite melhorem em alguns dias a semanas. é raro acontecer episódios de miocardite, mas eles podem causar danos ao músculo cardíaco, o que pode constituir risco de vida.

Riscos

Miocardite é uma inflamação no músculo do coração. A inflamação faz o músculo inchar e se enfraquecer, o que afeta a capacidade do coração de bombear eficazmente o sangue. Existem várias causas de miocardite, incluindo infecções virais, bacterianas ou parasitárias, drogas (incluindo álcool), certos medicamentos, terapia de radiação no peito, e um sistema imunitário hiperativo. Uma infecção viral é a causa mais comum. Considera-se que a miocardite é não seja uma condição muito comum, mas é difícil saber exatamente o quanto ela é comum, e muitas pessoas não têm sintomas, ou apenas sintomas leves. Embora a condição possa afetar pessoas de todas as idades, ele tende a ser mais comum em pessoas com idade entre 20 e 50 anos. A miocardite também é mais frequente em pessoas com infecção por HIV.

Sintomas

Pessoas com miocardite podem sentir dor no peito, palpitações, dor nas articulações, cansaço, desmaios ou febre. Se a inflamação do músculo cardíaco leva a uma redução da função de bombeamento, também podem ocorrer sintomas de insuficiência cardíaca, tais como inchaço das pernas e falta de ar.

Diagnóstico

O diagnóstico se baseia nos sintomas e no exame clínico. Frequentemente se faz um eletrocardiograma (ECG) para investigar se há sinais de danos no músculo cardíaco e irregularidade no ritmo cardíaco. Faz-se também um ultra-som do coração (ecocardiograma) para investigar o movimento do coração. Em alguns casos, toma-se uma pequena amostra do músculo do coração (uma biópsia) para confirmar o diagnóstico.

Tratamento

O tratamento de miocardite depende da gravidade dos sintomas. Pessoas diagnosticadas com esta condição devem descansar e evitar atividades vigorosas. O médico pode aconselhar sobre quando certas atividades podem ser retomadas. Se a miocardite só estiver causando sintomas leves, pode não ser necessário nenhum outro tratamento. Se possível, deve-se tratar a causa de base. Podem ser necessários medicamentos de apoio para o coração e a pressão até o músculo cardíaco se recuperar. Isto pode constar de medicamentos para melhorar o funcionamento do coração, para reduzir a pressão sanguínea e remover o excesso de fluidos do corpo.

Prevenção

Tomar medidas para evitar a propagação de infecções virais, como ficar em casa quando estiver doente e lavar as mãos regularmente, pode ajudar a prevenir alguns episódios de miocardite.

Prognóstico

Em muitos casos, os sintomas de miocardite melhoram alguns dias ou semanas. O músculo cardíaco leva mais tempo para se recuperar totalmente, e as pessoas com miocardite devem conversar com seu médico sobre o tempo de recuperação. Causas pouco comuns podem causar graves episódios de miocardite e dano permanente ao músculo cardíaco. Se houver danos graves ao músculo cardíaco, a miocardite pode ser uma condição com risco de vida.