1. Ada
  2. Condições
  3. Rubéola

Rubéola

  1. Visão geral
  2. Riscos
  3. Sintomas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Prevenção
  7. Prognóstico

Visão geral

A rubéola é uma infecção viral também conhecida como sarampo alemão. Ela afeta mais comumente as crianças. A rubéola causa uma erupção cutânea rosa, fina, típica e febre. Os adultos podem experimentar sintomas mais graves do que as crianças. Não há tratamento específico para a rubéola e a febre deve ser tratada com paracetamol ou ibuprofeno. Recomenda-se evitar situações sociais (trabalho, escola, ect), enquanto a pessoa estiver infectada. A maioria das pessoas se recupera dentro de uma semana a partir do começo dos sintomas.

Riscos

Rubéola é causada por um vírus. É transmitida pelo ar, por gotículas de garganta e nariz. Crianças e pessoas que não foram imunizadas têm maior risco de infecção. Bebês na barriga da mãe podem sofrer consequências graves se a mãe tiver rubéola, especialmente nos primeiros estágios da gravidez.

Sintomas

O sintoma típico é uma fina erupção cutânea rosa, que começa no rosto e se espalha ao longo do tronco e membros. Muitas pessoas também apresentam os nódulos linfáticos inchados no rosto e pescoço e uma febre leve. Algumas pessoas também podem ter dores de cabeça, dor nas articulações, corrimento nasal, tosse, garganta irritada ou conjuntivite.

Diagnóstico

O diagnóstico se baseia geralmente nos sintomas e exame clínico. É possível fazer um exame de sangue para pesquisar evidências de uma infecção recente de rubéola, embora isto em geral não seja necessário.

Tratamento

Não há tratamento específico para a rubéola. Pode ser útil tomar paracetamol ou ibuprofeno para aliviar dores de cabeça ou febre.

Prevenção

A rubéola pode ser evitada por vacina. Manter o calendário de vacinação recomendado pode ajudar a prevenir infecções de rubéola. Portadores de rubéola devem ficar em casa por uma semana após a erupção para evitar infectar outras pessoas.

Prognóstico

A maioria das pessoas se recupera em uma semana a contar do começo dos sintomas, e as complicações são raras. A infecção por rubéola durante a gravidez pode levar a consequências graves para o feto, incluindo a morte. As mulheres grávidas expostas a rubéola, especialmente no início da gravidez, devem discutir a gestão e acompanhamento com o profissional médico que está fazendo o acompanhamento da gravidez.